O descarte incorreto do lixo eletrônico pode, futuramente, ocasionar doenças

O descarte incorreto do lixo eletrônico pode, futuramente, ocasionar doenças

Juntamente ao grande número de eletrônicos que são fabricados todos os anos, a quantidade de lixo eletrônico também aumenta. E o descarte incorreto causa grandes problemas, entre eles o surgimento de doenças na população.

Sendo assim, é importante estar atento e entender mais sobre o assunto para ter consciência dos prejuízos causados à saúde e ao meio ambiente, pelo descarte irregular do lixo eletrônico.

Descarte incorreto do lixo eletrônico

O lixo eletrônico, ou seja, aquele advindo de produtos como celulares, computadores, tablets e muitos outros, causa muitos tipos de doenças por conta das substâncias nocivas à saúde que são liberadas.

Quando ocorre o descarte de forma incorreta, metais pesados e demais materiais, acabam em contato com o solo e com a água, de modo a gerar graves problemas de saúde.

Isso porque, nesse tipo de lixo há grandes quantidades de substâncias como alumínio e cobre. Metais pesados, quando entram em contato com o organismo, não somem mais, eles são absorvidos e acumulados ao longo dos anos.

Sendo assim, a exposição que o organismo sofre aos lixos eletrônicos descartados indevidamente, cresce a cada tempo, sendo uma fonte de doenças a médio e longo prazo.

Principais doenças que podem ser causadas

Entre as principais doenças que podem ser causadas pela falta de destinação correta do lixo eletrônico, está o câncer.

Além disso, substâncias como o alumínio, por exemplo, se acumulam no cérebro humano, bem como outros metais pesados que causam tumores e são bioacumulativos.

Outras doenças que podem ser citadas, são:

• Doenças cardiovasculares;

• Alterações pulmonares;

• Danos ao DNA;

• Prejuízos à tireoide.

Muitas dessas doenças já podem ser observadas em crianças, de modo que implica diretamente no desenvolvimento saudável do organismo, sendo uma fonte de doenças por toda a vida.

Como fazer o descarte corretamente?

Como pôde ser visto acima, o descarte irregular de lixo eletrônico é um problema grave, pois quando descartado no lixo comum, ele vai para um lixão, local não apropriado para receber esse tipo de componente.

A partir disso, a decomposição faz com que os metais pesados e outros materiais, sejam absorvidos pela terra e contamine, até mesmo, fontes de água como rios e lençóis freáticos.

Sendo assim, o descarte deve ocorrer nos locais destinados para lixos eletrônicos. Cada local possui uma forma de arrecadação e destinação desse tipo de resíduo, e o ideal é buscar informação junto às prefeituras municipais para saber como fazer o descarte adequado.

Dessa forma, tendo esse simples cuidado, você consegue identificar onde e como fazer corretamente o descarte do seu lixo eletrônico e evitar esse tipo de lixo na coleta comum.

Assim, diversas doenças podem ser evitadas, melhorando a saúde pública e garantindo um futuro melhor às presentes e também, futuras gerações. Afinal, o dano ambiental causado é cumulativo e, muitas vezes, sentido por gerações posteriores a que causou o dano.

Dessa maneira, assim como o descarte de outros tipos e resíduos, o lixo eletrônico deve ser enviado para locais com tratamento adequado e seguro.

Este artigo foi útil? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×